DOE AGORA

Sua ajuda pode mudar vidas!

Bom Dia! Bem vindo ao site da sede Exército de Salvação no Brasil.
  • noticias-reduz
Sexta, 21 Setembro 2018 16:23

Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas em Roraima

No dia 30 de julho, data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) ao Dia Mundial de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, foi realizada em Roraima - um dos principais estados na rota do tráfico de pessoas - uma ação no Pátio Roraima Shopping, zona norte de Boa Vista contendo exposição e panfletagem com informações educativas e preventivas sobre este tipo de crime.

A exposição e ação seguiram durante todo o dia 30/07/2018 e contou com a parceria do Comitê Estadual de Combate a Exploração Sexual e Abuso contra Crianças e Adolescentes, a Rede Um Grito Pela Vida e o Exército de Salvação, onde a Tenente Jaqueline Silva pôde expor também que a luta do Exército de Salvação contra o tráfico de pessoas dura mais de 150 anos no Brasil e a importância do trabalho dentro da prevenção, uma vez que a informação ajuda a minimizar o tráfico.

A Assembleia Legislativa e Procuradoria Especial da Mulher criaram então o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas que tem como objetivo principal a promoção, prevenção e atendimento às mulheres vítimas de tráfico de pessoas. O mesmo foi criado em 2016 e já atendeu casos de Tráfico de Pessoas, e é dividido em 04 (quatro) eixos estratégicos de trabalho:

  1. Prevenção ao tráfico:
    Projeto Educar é Prevenir visa conscientizar sobre as diferentes maneiras que a violência sexual ocorre, distribuindo material de pesquisa como filmes, documentários, revistas, exemplares de livros e distribuição de banners, capacitando professores de toda a comunidade escolar desde o diretor até o porteiro para que se possa iniciar o trabalho de sensibilização de toda escola sobre a consequência do trafico de pessoas e também apresentando a Lei 13344. 
    Desde que o projeto foi criado, aproximadamente 01 ano, foram atendidas 23 escolas.
  2. Atenção e Atendimento especializado e humanizado às vítimas:
    Vítimas são acolhidas, atendidas e levadas tanto à rede de saúde quanto sistema de segurança da Polícia Rodoviária Federal e Policia Federal que atuam no projeto como parceiras. Após encaminhamento é realizado um retorno ao atendimento para averiguar como a pessoa está após o cativeiro juntamente à visita domiciliar.
  3. Articulação e consolidação dos serviços da rede existentes:
    O projeto está elaborando um manual contendo orientação para a sociedade roraimense dos serviços prestados e instituições que poderão atender a essa adolescente que foi traficada, que foi explorada sexualmente ou está na prostituição.
  4. Campanhas sistemáticas:
    Atendimento não somente de forma humanizada, mas também sistemática para garantir a eficiência do trabalho através do fluxo de atendimento e procedimentos que visam dar suporte às mulheres vítimas de tráfico de pessoas. 
    A finalização do manual informado acima será muito útil nesta etapa do projeto, pois o mesmo será entregue também nas escolas para disseminar a conscientização de responsabilidade de todos seja direta ou indiretamente no enfrentamento ao tráfico de pessoas na perspectiva dos direitos humanos.

As denúncias podem ser feitas diretamente ao Disque 100 ou 180.

Caso estejam localizadas em Roraima, as vítimas podem procurar o Núcleo na Avenida Capitão Júlio Bezerra, 193 – sala 05 – Centro de Boa Vista, onde serão acolhidas e orientadas.

BIBLIOGRAFIA

Dna. Socorro – Coordenadora do Núcleo de 
Promoção, Prevenção e Atendimento às Vítimas de Tráfico de Pessoas

Forneceu informações de ações realizadas em Roraima

Yasmin Guedes – Supervisão de Comunicação
Realizou reportagem em campo para o site Assembleia Legislativa de Roraima
https://www.al.rr.leg.br/2018/07/30/coracao-azul-casos-de-exploracao-sexual-e-trabalho-escravo-sao-identificados-durante-acao-contra-trafico-humano/

Web Analytics